Boa noite!           Sexta 21/09/2018 22:04
Home > Lília A. Pereira da Silva
Na Linha do Cerol / Lília A. Pereira da Silva

Mais tarde, das quermesses no chão de paralelepípedos, a lamparina no pensionato, as pererecas assustando.

O autor derrama sensualidade das suas primeiras emoções em Margarida (que moía carambolas maduras na prensa de suas coxas), em Rita Twist de corpo aveia e em Teresa (Mistura de rapadura e água de coco. (...) Teresa foi assim. De pé).

João Scortecci tem, na sua pureza de menino, a presença do muçum preto que pode sair da toca, mas a certeza de que Não há sangue. Medo e confiança.

O poeta substitui em versos toda sua autobiografia. Nada mais agradável do que lê-la em tão poucas palavras.

Lília A. Pereira da Silva